terça-feira, 10 de novembro de 2009

FAMÍLIA INOCENTE


Pois meu irmão também resolveu escrever... e eu fiquei absolutamente encantada com a sensibilidade dele, portanto, divido-a com o mundo! (imagem: "A família", de Tarsila do Amaral, 1925)



"FAMÍLIA INOCENTE


Sempre achei que a inocência fosse uma das características infantis a serem preservadas pelos adultos. De repente percebi que minha família é assim.

O pai feliz porque o mundo é belo e prefere sempre confiar primeiro em quem quer que seja. Êta monte de amigos.

A mãe acredita que a felicidade está nas pequenas coisas e esconde alguns pensamentos e sentimentos achando que outros não irão percebê-la.

Toda essa inocência reflete nos filhos, parece espelho, e contagia quem está em volta.

O filho mais velho acha que sabe tudo sobre tudo, que pode mudar o mundo, ainda que não assuma, e também tem um monte de amigos.

O filho do meio adora confiar nos outros, mesmo sabendo que o ser humano é “pouco confiável”, e muitas vezes demoooora para entender a piada ou situação!!

Já a filha mais nova acredita e luta com todas as suas forças, são muitas, para fazer o que é certo e mudar o rumo de uma nação, quem sabe do mundo, mesmo sabendo que a essência humana de fazer primeiro para si jamais mudará.

A nora, recém chegada e muito amada por todos, vem de uma família igualmente inocente. Ela também acha que a felicidade está na simplicidade.

Todos, ainda, exibem algumas características de inocência em comum. Acreditam, lutam, falam, têm uma gostosa teimosia sobre seus pensamentos e AMAM.

Esta manifestação de pensamento (amor) pode parecer romântica e até que a inocência seja algo ruim ou que o mundo não tem mais jeito. Mas tentem pensar em um mundo mais inocente, um mundo de crianças. Acho que seria bem melhor.

A inocência é um dos reflexos do amor.

Sim, podemos mudar o mundo.

Rafael Meneguelli Bonone"
 
Saudades!!!! Corujamente,




Luana Bonone

Nenhum comentário:

Postar um comentário